Mamoplastia ou mastopexia: qual escolher?

A falta de entendimento sobre os procedimentos de mamoplastia e mastopexia pode confundir a cabeça do paciente na hora escolher qual cirurgia fazer

A melhor maneira de saber como escolher entre mamoplastia ou mastopexia consistem em entender o objetivo de cada uma delas. A cirurgia plástica das mamas, chamada mamoplastia, aumenta ou diminui o volume dos seios para uma harmonização com o restante do corpo. Já a mastopexia (lifting das mamas) corresponde à correção de flacidez das mamas sem retirar ou aumentar o volume, reposicionando a aréola e o tecido mamário.

Pode-se associar a mamoplastia e mastopexia para a correção da flacidez, a retirada do excesso de pele e a colocação de uma prótese de silicone. Dependendo dos objetivos da paciente e de seu grau de flacidez, pode ser mais seguro dividir os procedimentos em duas etapas para permitir que o corpo se recupere melhor.

Indicações: quando a mamoplastia e mastopexia são indicadas?

Indicações da mamoplastia

Há diversos tipos de mamoplastia, cada uma com uma indicação diferente:

  • De aumento: com implantes de silicone, garante-se a firmeza e volume das mamas, sem perder a naturalidade. A incisão pode ser feita no sulco mamário, aréola ou axila, por onde a prótese é introduzida embaixo ou acima do músculo. O cirurgião plástico decide a incisão de acordo com a quantia de glândula suficiente para esconder o implante e, assim, obter o resultado mais natural possível;
  • De redução: nem sempre a busca é pelo aumento dos seios. Muitas mulheres e homens (ginecomastia) querem diminuir o tamanho das mamas, já que o excesso de peso provoca desconfortos e dores nas costas. Desse modo, retira-se a quantidade necessária de gordura, tecido glandular e pele para deixar os seios proporcionais ao corpo;
  • Reparadora (ou mastoplastia): corrige diferenças acentuadas de tamanho, diminuição da aréola, posição das mamas, entre outros. Mais de uma técnica pode ser empregada para eliminar a assimetria, podendo ser a diminuição de uma mama e aumento ou reposicionamento da outra, por exemplo;
  • Reconstrutiva: nos casos de câncer de mama, em que é preciso extrair parcial ou totalmente a mama, o seio é refeito a partir de tecidos retirados das costas ou abdômen. Vale ressaltar, que a reparadora e a reconstrutora se mesclam, pois, a reconstrução também pode ser feita com próteses ou expansores (ex. síndrome de polland) ou reparos pós-operatórios, cujo as técnicas também podem ser empregadas.

Indicações da mastopexia

A mastopexia é indicada para mulheres que tenham sofrido alguma alteração significativa e perda da elasticidade da pele das mamas em decorrência de:

  • Gravidez;
  • Amamentação;
  • Envelhecimento;
  • Oscilação de , principalmente em pacientes pós-bariátricas;
  • Gravidade ou ação do tempo;
  • Hereditariedade.

O lifting das mamas não garante a permanência dos resultados, pois a queda não depende da quantidade ou tamanho da prótese, mas da qualidade dos tecidos, pele, ligamentos e da própria glândula mamária.

Homens e mulheres que estão acima do peso ou em processo de emagrecimento devem finalizar o processo antes de se submeterem à cirurgias de mamoplastia ou mastopexia, pois as mamas são formadas por gordura, que reduzem ou cedem com o emagrecimento.

Resultados

Os seios são parte de destaque na anatomia da mulher, estão associados à feminilidade e têm grande influência sobre a autoestima e o bem-estar. Por isso, muitas mulheres recorrem a mamoplastia ou mastopexia em busca de harmonia e melhoria das proporções.

Entender a diferença entre mamoplastia ou mastopexia é o primeiro passo para minimizar os riscos, ter uma recuperação bem-sucedida e obter os melhores resultados possíveis.

O pós-operatório para qualquer tipo de intervenção cirúrgica nas mamas é bastante semelhante. As recomendações para uma recuperação rápida e saudável incluem:

  • Retirar os pontos no período de sete a 14 dias após a cirurgia;
  • Usar um sutiã especial conforme a orientação médica, para sustentação durante um mês, para imobilizar a região e auxiliar na cicatrização por 2 meses;
  • Permanecer com curativos por 60 dias;
  • Evitar esforços, carregar peso e praticar exercícios físicos por 60 dias;
  • Dirigir apenas depois de 2 a 3 semanas a depender do veículo;
  • Evitar a exposição direta ao sol também por 60 dias.

Apenas cirurgiões plásticos devem fazer a mamoplastia ou mastopexia, o profissional deve ter registro no Conselho Federal de Medicina (CFM) e ser membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Entre em contato com o Dr. Rogério Mendes e saiba mais sobre os procedimentos.

Fonte:

Dr. Rogério Mendes;

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica;

AbcMed.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.